Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Aceitar pai e mãe

Atualizado: Abr 13


Às vezes, durante algumas constelações familiares, percebo que algumas pessoas demonstram entender o que estou falando sobre aceitar, tomar e reverenciar os pais tais como eles são, mas no final das contas, acabam não deixando a constelação seguir, pois tentam julgar ou contar seus argumentos para não aceitarem o que a constelação mostra.


Realmente, essa questão parece simples, mas não é.


Quando olhamos para o nosso passado, muitos de nós passamos por situações em que gostaríamos que nossos pais tivessem agido feito coisas diferentes.


Por exemplo:

– Meu pai poderia ter sido mais presente e amoroso;

– Minha mãe poderia ter deixado eu brincar mais com meus amiguinhos;

– Meus pais não deveriam ter obrigado eu a estudar em uma escola que eu sempre odiei;

– Meus pais deram mais amor e carinho para meu irmão;

– Meus pais brigavam comigo e me deixavam de castigo e eu achava isso injusto…


Quem não tiver uma reclamaçãozinha sequer que atire a primeira pedra.


Mas o fato é que ninguém ensina os pais a serem pais, essa oportunidade acontece com a vivência, empiricamente falando.


Erros e acertos são coisas cotidianas, é claro que existem pessoas que tem mais facilidade do que outras para esta “atividade”, mas no final das contas, só aprendemos fazendo, e tenho certeza que se eles pudessem, fariam melhor ou de maneiras menos complicadas.


Na verdade, se tivesse um manual de instruções para algumas coisas na vida, acho que muita coisa seria mais fácil…


Mas as vezes me pergunto, mesmo com manual, a gente deixa ele e vai experimentando na raça…


Voltando ao inicio do texto…


Muitos de nós, queríamos pais mais perfeitos e que fizessem exatamente o que julgamos ser o melhor para nós, sem considerar que os pais fazem ou fizeram o melhor do que eles sabiam dentro do que eles mesmos tiveram de experiências e vivências com seus próprios pais e familiares.


E uma coisa que acho importante deixar claro aqui: Nada no mundo mudará o fato de você ter sido fruto de uma história entre seu pai e sua mãe. Nada poderá mudar isso, então de convido a deixar sua vida mais fácil e leve: Aceite seus pais do jeito que eles são. Aceite seus pais em seu coração, aceite seus pais em sua vida, tome a força de vida que eles lhe deram e faça muito bom uso dela, pois a vida que é hoje, a vida que você tem, é metade por conta da sua mãe e metade por conta do seu pai: Você só pode ser inteiro por conta disso.


Outra coisa totalmente diferente é concordar com opiniões ou coisas que eles fazem. Eles são o que são e tudo bem, assim como você é o que é e tudo bem.


Aceite e tome sua vida, aceite e tome seus pais…


Assim, tudo fica mais leve, mais tranquilo e a vida pode ser de plenitude, amor e prosperidade.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!