Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Compensação e equilíbrio

Atualizado: Abr 14


Segundo Bert Hellinger, todas as relações humanas são relações em que para existir deve haver troca e equilíbrio.


Quando um membro qualquer da família é excluído ou esquecido ocorre de maneira inconsciente um movimento que visa reequilibrar este sistema, ou seja, na falta de alguém, um membro qualquer desta grupo poderá assumir a posição deste por amor, como uma maneira inconsciente de se restabelecer a ordem.


Não se sabe explicar ao certo porque algumas pessoas são susceptíveis a isso e outras não, mas é fato que isso acontece.


Podem repetir comportamentos, atitudes ou ações, de uma maneira a trazer para a família o entendimento que algo está fora do lugar, quase que desencaixado.


Desta maneira, segundo Bert Hellinger, todos tem direito a pertencer a uma família, independente do que tenham feito ou das escolhas que fizeram previamente.


Quando olhamos para esta pessoa que se tornou o mensageiro deste excluído e para o próprio excluído e lhe damos o seu lugar de origem, o mensageiro e o excluído sentem-se pertencentes e essas vidas se reencontram e podem seguir o seu destino.


E a família também é capaz de sentir o bem que esta inclusão restabelece neste sistema familiar.


Não cabe a família excluir ou julgar os comportamentos, cabe o entendimento, o acolhimento, a orientação e o amor acima de tudo.


Fácil? – Não tenho certeza que seja, mas acredito ser absolutamente possível buscar este equilíbrio para a manutenção das forças que só uma família possui, submetida as ordens do amor.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!