Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Dificuldade de relacionamento entre pai e filho (Pais separados)

Atualizado: Abr 14


Este texto faz parte de uma série de textos que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.


Cliente refere dificuldade para se relacionar com um filho com quem ele mal tem contato.


Peço que ele me conte um pouco sobre a sua história familiar e sobre seus relacionamentos afetivos.


Depois de compreender um pouco mais do que se tratava esse sistema, iniciamos a constelação.


Peço que ele escolha um boneco que represente ele e um boneco que represente o filho.


O boneco que representa o pai se posiciona diante do filho, porém o boneco que representa o filho olha em outra direção.


Experimento iniciar a constelação com frases que tenham intenção de reconhecer e ver o filho.


Neste momento, percebe-se que o boneco que representa o filho tem a intenção de olhar para o pai, mas parece que algo não autoriza este movimento.


Eu, na posição de facilitadora, incluo um boneco que representa a mãe, ao lado do boneco que representa o filho.


As frases empregadas a partir de então, dizem respeito a relação entre os pais, que não foi fácil e que de alguma maneira colocava o filho no lugar de protetor da mãe. Esse não pode ser o destino do filho, uma vez que o mal entendido dizia respeito ao relacionamento que acabou de maneira tumultuada entre os pais.


Devolvemos a responsabilidade aos pais e deixamos o filho livre, para ser apenas o filho.


O cliente informou sentir-se mais leve e menos receoso em relação ao filho, uma vez que nunca havia se dado conta de que ele mesmo havia colocado o filho neste lugar, ou seja, não se dava bem com a ex-companheira e acabava projetando parte deste mal estar no filho.


O filho é fruto do amor, fruto de um relacionamento e de uma história de amor que um dia houve. Mas o filho não tem nada a ver com a história dos pais.


O filho conseguiu olhar um pouco para o pai.


Em relação ao inicio da constelação, podemos ver um movimento sutil, mas um movimento diferente do inicio, evidenciando que uma das ordens do amor atuou neste sistema.


Encerro a constelação.


Obs: Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.



Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!