Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Dificuldade para estudar (Segredo de família)

Atualizado: Abr 14


Este texto faz parte de uma série de textos que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.


Pessoa me procura, contando parte de sua história pessoal e o que deseja constelar.


Me conta ter retomado os estudos recentemente e está muito feliz com essa conquista, mas ao mesmo tempo, muito preocupada, pois esta com grande dificuldade para aprender, como se o conhecimento escapasse e fosse impossível de ser apreendido.


Conta-me também pouca coisa sobre seu histórico familiar, pois desconhece a história de seus antepassados, inclusive pai e mãe.


Depois de fazer alguns questionamentos sobre seu histórico familiar, iniciamos a constelação.


Peço para ela escolher um boneco para representar ela e um outro para representar o conhecimento.


Quando ela dispõe os bonecos na constelação, ela refere dificuldade para conseguir enxergar o boneco que representa o conhecimento. Ela não consegue ver ele literalmente.


O boneco do conhecimento olha para o boneco que representa ela, mas o boneco que representa ela está olhando em outra direção.


(Outras movimentos acontecem, mas elucidarei o fato em si).


Movimentamos o boneco que representa ela de maneira a ficar de frente ao boneco que representa o conhecimento.


Ela sente dificuldade para se aproximar e olhar.


Iniciamos as frases, e neste momento, ela se emociona muito.


Diz que nunca pôde entrar em contato com este sentimento, mas que a constelação lhe fez recordar e acessar lembranças e sentimentos relacionados seu pai. Ela disse que nunca teve contato com ele, não sabendo inclusive quem ele era, pois a mãe havia sofrido muito por causa dele, e nunca permitiu que ela soubesse nada sobre ele.


Neste momento, integramos o pai a história dela, e incluímos a mãe a constelação, de maneira, que ela reconheça que existe espaço para os dois em sua vida e em seu coração.


Ela toma a força de seus ancestrais.


Para finalizar, coloco um boneco para representar novamente o conhecimento, já que o boneco que representava o conhecimento transformou-se em seu pai que não podia ser acessado.


Neste momento, ela diz que consegue ver e sente-se bem diante dele, querendo seguir em direção a ele.


Neste momento, encerro a constelação.


Obs. Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!