Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar - Meus namorados desaparecem do nada

Atualizado: Abr 13


Este texto faz parte de uma série que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.


Cliente me procura, pois deseja entender porque seus relacionamentos afetivos acabam sem motivo algum para acontecer.


Peço para ela me contar um pouco de sua história pessoal.


Algumas informações importantes do histórico familiar:


A mãe engravidou e escondeu a gestação até os últimos meses, sendo que escondeu a gestação do pai da criança. Depois de algumas decisões familiares, ela acabou sendo criada pelos avós maternos e a mãe foi expulsa de casa por conta da gestação.


Depois de ouvir alguns outros detalhes da história familiar, iniciamos a constelação.


Colocamos um boneco para representar ela, um para representar a mãe e outro para representar o pai.


Nenhum dos bonecos sem olham ou estão conectados.


A cliente diz sentir-se mal no lugar em que estava.


Opto por incluir os avós maternos e ela posiciona no campo visual da boneca que representa ela. Nota-se que ela está ligada afetivamente a eles, sentindo acolhimento e paz.


Iniciamos os movimentos de constelação, permitindo que a cliente possa olhar e incluir o pai em sua vida, de maneira a dar um lugar a ele em seu coração. Esse momento é muito emocionante no processo, trazendo grande alegria a constelação.


Depois olhamos para a mãe, permitindo que a cliente possa entrar em contato com o sentimento de exclusão e até mesmo raiva causada por algumas decisões da mãe. Depois, devolvemos a mãe a responsabilidade da filha em querer seguir o destino dela, relacionando-se com homens “que nunca ficam” e que ela não é um segredo, ela está viva e pode viver a vida que os pais deram da maneira que ela quiser, fazendo uma história diferente.


Depois de incluir e reverenciar os pais, percebo que o vínculo dela era com os avós.


Neste caso, reverenciamos e horamos os avós e deixamos os avós no lugar dos pais, o que é permitido pela constelação caso os pais não tenham criado os filhos ou não tenham vinculo afetivo com eles.


Depois disso, o semblante da cliente muda e parece cheio de vida.


Encerramos a constelação.


Obs I. Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Obs II: Optei por ocultar algumas informações pessoais desta constelação para preservar a intimidade deste casal.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!