Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Minha mãe não aceita minha homossexualidade

Atualizado: Abr 13


Este texto faz parte de uma série de textos que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.


Cliente me procura, pois tem dificuldade de relacionamento com a mãe por conta de seu atual relacionamento afetivo.


Diz que o que lhe faz buscar a constelação é tentar restabelecer o respeito na relação entre as duas.


Ela me conta a história de seus pais, diz ser filha única deste relacionamento.

Me conta também a história dos pais de seus pais e após entender a cena toda, iniciamos a constelação familiar.


Peço para ela escolher um boneco que represente ela e um boneco para representar a mãe dela. Escolhemos também um boneco para representar o pai dela, que ela colocou próximo a ela. (O pai da cliente é falecido).


Ela escolhe bonecos que já dão algumas pistas sobre o que está acontecendo, além disso ela coloca a mãe e ela uma diante da outra, porém com um detalhe importante: Elas estão uma de frente para a outra, mas os olhares não se cruzem, mostrando que ambas estão olhando para fora do sistema.


Peço para ela escolher um boneco para representar a avó materna. Ela coloca a avó materna exatamente ao lado da mãe, mas olhando na mesma direção da filha. (Ela escolhe um boneco masculino, e depois me diz que sente que essa história tem mais a ver com o avô do que com a avó, o que eu concordei também).


Colocamos então um boneco para representar a avó materna, pois o boneco escolhido antes, tinha realmente mais força do vô do que da avó.


Depois de analisarmos a cena, iniciamos os movimentos, tentando restabelecer a ordem.


O que fizemos nesta constelação:

– Estabelecemos a ordem / hierarquia na relação mãe e avós.

– Estabelecemos a hierarquia na relação da cliente com os pais, pois a mãe era mais pai e o pai era mais mãe.

– Liberamos a cliente para no que diz respeito a responsabilidade por suas escolhas e atos, agradecendo aos pais a vida que eles deram a cliente, mas que de agora em diante, ela cuidaria do resto.


Cliente sente-se mais forte e consegue olhar para todos no sistema com respeito e carinho.


Encerramos a constelação.


Obs. Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!