Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Preciso aprender a amar de verdade

Atualizado: Abr 13


Este texto faz parte de uma série que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.


Cliente me procura, pois refere dificuldade para expressar seu sentimentos para os filhos e o companheiro.


Peço para cliente me contar sua história, e conta que aos onze anos de idade o pai foi assassinado e morreu em seus braços.


Por conta de mudanças na configuração familiar, ela acabou sendo criada por uma amiga da mãe, e a mãe buscava ela aos finais de semana para ficarem juntas, porém não eram tão próximas.


Outras informações também foram relatadas, porém para preservar a história da cliente, não serão mencionadas.


Iniciamos a constelação.


Peço para ela escolher um boneco para representar ela e um boneco para representar o pai. Também peço para escolher um boneco para representar a mãe.


Ela coloca o boneco do pai e o dela a frente, depois coloca o da mãe um pouco mais longe, porém ela acaba ficando entre eles.


Fazemos algumas reverências, e ela se emociona quando fica diante do pai, dizendo que sente a mesma coisa do momento que ele partiu.


Depois fazemos uma reverência ao pai e a mãe, devolvendo a eles o lugar de pais e a ela o lugar de filha, de maneira que ela não precise mais se relacionar buscando repetir triangulações afetivas.


Depois, colocamos o atual companheiro e buscamos restabelecer a ordem, de maneira que ele possa ser o homem e ela a mulher e não colocar ele no lugar de pai, como está atualmente.


Depois colocamos os filhos e devolvemos a responsabilidade dela ser a mãe e os filhos serem apenas os filhos, e que existem formas diferente de amor, e a dela é diferente e tudo bem.


Cliente diz sentir-se feliz e leve.


Encerramos a constelação.


Obs. Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!