Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Preciso salvar meu casamento

Atualizado: Abr 13


Este texto faz parte de uma série que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.


Um casal me procurou, pois estavam com problemas no relacionamento afetivo, e mesmo reconhecendo que se amam muito, eles não conseguiam se entender.


Peço para que cada um deles me conte um pouco sobre a relação, desde o momento em que se conheceram até o momento atual.


Me informam detalhes sobre o passado afetivo também.


Após ouvir os relatos, considero que terei de avaliar um pouco mais e peço para que cada um deles me conte sobre as histórias de suas famílias, ou seja, de suas famílias de origem.


Neste momento, percebo que os relatos contam bastante sobre as dificuldades no relacionamento atual.


Depois de ouvir o necessário, convido eles para iniciarmos a constelação familiar.


Peço para cada um deles escolher um boneco para representar a si mesmo e escolher um lugar na mesa para posicionar eles.


Cada um escolhe um boneco e posiciona, e cada um fica olhando para uma direção diferente.


Eu escolho um boneco para representar o casamento e posiciono entre eles, porém de maneira que eles não conseguem enxergar.


Depois de sentirem as forças dos bonecos que os representam, peço também que sintam o lugar o casamento e eles sentem que o lugar está pesado ou angustiado.


Neste momento, me dou conta que seria uma constelação individual para cada um deles, então aproveito a oportunidade e peço para cada um deles escolher um boneco para o pai e para a mãe e posicionar no local que o coração indicasse.


Trabalho com cada um deles, buscando restabelecer os ordens do amor.


Um deles estava ligado ao sistema familiar, deixando claro que ainda desejava ser visto pelo pai que havia abandonado a família e deixado ele no lugar para cuidar da mãe. Restabelecemos esta ordem, respeitando o entendimento e os limites do cliente.


Para o segundo parceiro, buscamos restabelecer a ordem a relação com os pais, de maneira que ele possa acessar o amor dos pais, restabelecendo a hierarquia e devolvendo a ele o lugar de filho, apenas filho.


Depois que eles conseguem olhar para os pais e reverenciar as histórias anteriores, peço para que cada um olhe para o outro nos olhos e falamos algumas frases buscando as ordens do amor: Equilíbrio entre dar e receber; respeitar os antepassados; direito a amar; direito a pertencer.


Eles se emocionam muito e depois peço para que eles olhem para o boneco que representa o casamento / relacionamento, e eles dizem que este lugar sente-se leve e claro.


Encerramos a constelação.


Obs I. Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Obs II: Optei por ocultar algumas informações pessoais desta constelação para preservar a intimidade deste casal.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!