Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Qual a diferença entre constelação com pessoas e constelação com bonecos?

Atualizado: Abr 14


Muitas pessoas me procuram e perguntam como é feita a constelação familiar com bonecos.


Para quem já participou desse processo em workshops, sabe que o facilitador em constelações familiares, utiliza-se de todo o seu conhecimento / sabedoria, além da experiência para conduzir o processo, e neste caso, as pessoas são escolhidas para serem os representantes dos papéis, conforme cada constelação.


Neste caso, a experiência do facilitador em conjunto com a força do campo e também o que os representantes (pessoas que participam da constelação) dizem, auxiliam no movimento e na tomada de consciência para que sejam feitos os ajustes necessários, seguindo os preceitos das ordens do amor.


Mas como é que isso acontece quando a constelação é feita com bonecos, uma vez que eles não falam?


Nesta situação, a constelação é realizada pelo facilitador em constelação familiar diretamente com o seu cliente, que traz o problema ou questão que deseja constelar.


Após as devidas orientações, como em qualquer constelação, o cliente escolhe os bonecos, conforme orientação do facilitador e da mesma maneira que acontece na constelação com pessoas, inicia-se o movimento, conforme o campo revela.


A grande diferença é que o facilitador tem que estar atento ao que o sistema trará de informações, através do campo. O cliente, participa ativamente deste processo e auxilia também no reconhecimento de sentimentos e emoções.


Porém neste caso, costumo dizer, que o constelador com bonecos deve ter uma percepção apurada do que acontece, uma vez que é ele quem irá conduzir o processo, conforme o que o campo permitir acessar e houver possibilidade de vir a consciência.


Neste caso, mesmo sem pessoas falando, o campo é sábio e oferece as informações para o facilitador, da exata maneira que acontece com pessoas.


Outra pergunta que também costumo ouvir é se a Constelação com bonecos tem a mesma “eficácia / eficiência” que a constelação com pessoas.


A resposta é sim.


Pois a família; o sistema; o movimento; o campo; tudo está a serviço da constelação, independente da forma que você escolha realizar ela.


Nunca esquecendo do respeito, da empatia, da ausência de julgamento por qualquer coisa que tenha acontecido ou aconteça no sistema familiar.


O Constelador tem que estar verdadeiramente a serviço do que o campo pode revelar e a partir disso, buscar restabelecer a ordem para que as coisas possam fluir da melhor maneira possível, ou a partir de uma nova consciência, seguir novos caminhos, possibilidades, ou simplesmente, poder respirar profundamente e ficar mais leve.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!