Buscar
  • Marilice Zanato

Fazer as coisas porque “tem quê”!

Atualizado: Abr 14


Diariamente temos milhares de atividades para realizar.


Cada um sabe da sua agenda e das facilidades ou dificuldades que encontra para administrar a quantidade de coisas que tem para fazer em vinte e quatro horas.


Casa, trabalho, família, relacionamento, parte financeira, alimentação, lazer, manutenção e arrumação das coisas, amizades, animais de estimação, dormir, acordar, tomar banho e por ai vai…


No final das contas não temos como fugir de nada disso, pois faz parte da nossa vida, das escolhas que fizemos e das resoluções que temos que tomar para que ela siga adiante.


Esses dias me vi diante das minhas atividades, da agenda cheia de coisas para realizar e conciliar…


E me dei conta que uma das atividades estava me dando mais dor de cabeça do que o de costume para resolver. Parecia uma proposta tentadora, daquelas que não podemos deixar passar em hipótese alguma, e eu já estava lá no meio de tudo aquilo tentando encaixar no meio de tudo o que eu tinha para fazer.


Por um instante parei, no meio da loucura e angústia que aquilo estava me trazendo e como que um insight, um pensamento ocorreu; “Se está incomodando é porque está no lugar errado”.


E fiquei em silêncio comigo mesma..


No final das contas era isso mesmo, se estava me tirando o sono e me incomodando mais do que sendo algo positivo e feliz é porque definitivamente aquilo não fazia parte do que eu queria para minha vida ou não era parte do que eu havia escolhido para mim naquele momento.


Respirei fundo e pensei a respeito, porque na verdade aquilo não encaixava mesmo com as coisas que eu havia escolhido para mim e não cabia na quantidade de coisas que eu teria de movimentar para ter o retorno e resultados esperados.


O que quero dizer, com a minha história, é que muitas vezes nos vemos fazendo uma infinidade de coisas que nem tem mesmo um propósito na nossa vida. Fazemos porque temos que fazer e não nos agregam em nada. Não nos fazem feliz ou não tem uma razão para ser.


Quantas coisas vamos engolindo e repetindo sem ao menos nos perguntamos o por quê de tudo isso.


Para mim a frase “Se está incomodando é porque está no lugar errado”, encerra muitas questões acerca da vida.


Quantos relacionamentos, emprego, amizades, atividades, coisas que fazemos e não gostamos ou não nos sentimos inteiros nelas?


Então aqui fica o convite para mexer, mudar, deixar para lá e seguir com as coisas que lhe são importantes e lhe fazem bem.


Um pouquinho de incomodo tudo bem, mas se te faz mal… certeza que está no lugar errado.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!