Buscar
  • Marilice Zanato

Minha história sobre psoríase

Atualizado: Abr 13

A primeira vez que ouvi falar sobre psoríase, foi no consultório de uma médica, que me atendeu em cinco minutos. Viu meus exames e disse que era psoríase, mas que não poderia explicar mais detalhes, pois estava com a agenda cheia. E para fechar com chave de ouro a consulta, disse que era para eu ficar feliz, pois quem tem psoríase não morria de câncer.


Sai do consultório com os olhos marejados, sem entender muita coisa, apenas que a partir daquele dia eu teria de lidar com uma doença crônica, que não tinha cura, mas que não me mataria.


Mas, que de alguma maneira, já estava tirando meu sono e minha paciência, pois incomodava bastante.


Desde então, já são mais de quinze anos desde o diagnóstico e muita coisa já aconteceu desde então. Ela vai e volta, vem tranquila, ou vem devastadora… Mas com o tempo, aprendi que tenho condições de lidar com esta condição. Tudo depende única e exclusivamente da minha vontade em ser maior do que ela, de mostrar para ela que quem manda aqui sou eu.


E também existe o outro lado, quando ela vem, eu tento entender o que eu fiz para trazer ela de volta para minha pele. Minha condição psicológica é fundamental para entender que eu acabei desencadeando uma crise.


E você, consegue se identificar com algum pedacinho deste relato? Quantas pessoas passam por isso todos os dias e tem que aprender a lidar com isso por bem ou por mal. Acertando e errando e descobrindo o que dá certo para si mesmo.


E esse canal aqui, foi criado para discutir o tema, falar um pouquinho sobre essa doença chata prá caramba, mas que tem condições de ser controlada.


Tudo depende do primeiro passo.


Vem comigo?

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!