Buscar
  • Marilice Zanato

Não force a situação

Atualizado: Abr 14

Tem dias que a gente acorda assim, meio sei lá.


Já aconteceu com você alguma vez?


As vezes não tem motivo nenhum, simplesmente acordamos com uma sensação que estamos menos atentos; lentos; ou pode ser que o dia esteja devagar mesmo.


E quando queremos resolver as coisas, parece que até o cérebro não colabora nesse dia e tudo fica mais “burro” de se resolver.


No trânsito; no escritório; em casa com os filhos… Até a comida fica com gosto diferente.


Então nesses dias, cabe pensar se estamos fazendo o que realmente temos vontade.

Será que estamos remando contra a maré? – Será que estamos sendo verdadeiramente genuíno com nossas intenções e desejos?


Talvez em dias assim o melhor seja mesmo desacelerar.


Não tem porque ficar batendo de frente, querer resolver tudo na pressa, ficar forçando a barra do cérebro para ver se ele colabora com a gente.


Simplesmente faça o que é possível de ser feito, o que é necessário, mas talvez não seja um bom dia para tomar decisões, resolver coisas muito complexas ou até mesmo discutir relação com alguém.


Faça uma coisa por vez; resolva o que tem que ser resolvido, e se permita respeitar-se em seus tempos, em suas vontades, em suas necessidades e no que realmente não pode ser adiado em hipótese alguma.


Às vezes os dias fazem isso com a gente, para nos testar, como um joguinho do Universo, para ver se estamos realmente atentos a nós mesmos.


Então se o dia está estranho… Não bata de frente, simplesmente faça a sua parte e deixe o dia ficar de mau humor…


Porque nem tudo precisa ser perfeito, não é mesmo?

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!