Buscar
  • Marilice Zanato

Qual é o nível do insuportável que temos de aguentar em um emprego?

Atualizado: Abr 13


Quantas vezes começamos a trabalhar em uma empresa que era o nosso sonho, mas com o passar do tempo acaba se transformando em um grande pesadelo?


Esses dias eu estava conversando com uma pessoa que me descreveu com requintes de detalhes o sofrimento que estava enfrentando em uma equipe. Assédio, exclusão, humilhação e essa pessoa estava a ponto de surtar, pois não tinha vontade alguma de ir trabalhar.


Lembrando que no momento que somos contratados por uma empresa, ela paga pelo nosso conhecimento e aceitamos as condições. Mas muitas vezes esquecemos que iremos lidar com pessoas e muitas empresas acabam se esquecendo deste fator primordial: Pessoas.


Mas para não fugir ao tema, fiquei me perguntando: o quanto temos que aguentar em um ambiente de trabalho?


Quantas pessoas enfrentam diariamente seus martírios, lidando com situações estressantes, assédio sexual ou moral, humilhação, falta de respeito, entre tantas outras questões desagradáveis porque precisam do emprego?


Desde quando temos que aceitar situações vexatórias por conta de remuneração ou de necessidade?


Essa com certeza não é uma resposta fácil, porque dependemos sim de dinheiro para viver ou sobreviver.


Então, a reflexão que fica é que as empresas precisam ficar atentas a seu capital humano, uma vez que para que este profissional possa realizar o seu trabalho com efetividade, ele precisa ser treinado, acompanhado e desenvolvido, tanto técnica como comportamental.


Quantos afastamentos ou desligamento acontecem diariamente por conta de um ambiente de trabalho hostil ou inadequado. Quantos potenciais se vão todos os dias por problemas com equipe ou até mesmo gestão?


Desta maneira, neste caso pontual, cabe a cada um de nós fazer uma reflexão sobre o nosso papel na empresa e se estamos cumprindo como o contrato de trabalho no que diz respeito a direitos e deveres.


E em um segundo momento, cobrar de nossas gestores a responsabilidade no que diz respeito ao que pode ou deve ser feito para que todos saiam ganhando na empresa.


Lembre-se: Se a empresa em que você trabalha crescer, as chances de você ir com ela são reais.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!