Buscar
  • Marilice Zanato

Relacionamento pai e filha – Um exemplo de Constelação Familiar

Atualizado: Abr 14


Este texto faz parte de uma série de textos que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.


Cliente refere dificuldade para se relacionar com o pai, por diferenças na forma de pensar e se posicionar.


Conta que a convivência entre os dois tem ficado cada vez mais difícil e ela não sabe mais como lidar com esta situação.


Faço alguns questionamentos e após receber as informações, inicio a Constelação.

Peço que ela posicione o pai e a mãe e se posicione em relação ao dois.


De uma maneira sútil, ela se posiciona entre os pais, ficando no meio deles.


O movimento é de uma criança esperando que o pai a enxergue.


Percebo que falta algo no sistema de origem do pai e questiono sobre os avós paternos.


Ela refere que o avó paterno foi embora quando o pai ainda era uma pequeno e que não sabe dessa história.


Faço alguns movimentos e referencias de maneira que o pai possa encontrar o seu lugar, porém respeitando os princípios da Constelação, uma vez que a questão não era dele e sim da cliente.


Depois deste movimento, cliente percebe que o pai a enxerga, e sente um alivio.


Algumas frases são colocadas para restabelecer as ordens do amor.


Peço que ela busque um novo lugar na Constelação e ela consegue se colocar ao lado dos pais, onde é efetivamente o seu lugar no sistema.


Outros aspectos foram resinificados nesta Constelação, porém não serão mencionados a fim de preservar a integridade / confidencialidade da cliente.


Encerro a Constelação.


Obs: Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!