Buscar
  • Marilice Zanato

Ter uma relação de merda e ainda ficar nela


(Me desculpe a palavra acima, mas não consegui encontrar outra palavra para definir esse tipo de relacionamento)


Você tem uma amiga ou um amigo que vive algo assim, não tem?


Você ouve as histórias dessa pessoa, dizendo que o parceiro é uma tranqueira, maltrata, abusa, faz coisas que você nunca permitiria…. E esse seu amigo ou amiga também consegue te dar milhares de explicações porque a pessoa é assim:


– Ah… os pais não deram carinho para ele durante a infância;

– Ela sofreu demais com o ex marido;

– A auto estima dele é meio assim fraquinha, sabe…

E quantas outras desculpas podem ser dadas para uma situação dessa.


A questão é que existem pessoas que se submetem a relações abusivas, por questões que as vezes fogem ao nosso entendimento e não nos cabe julgar.


Vou dar um exemplo, que nada tem a ver com relações humanas, mas que cabe no contexto:


Você já teve um sapato que sempre machucou o seu pé quando você usava, mas ele é tão lindo, maravilhoso, incrível, que você acaba mantendo ele na sapateira, pois um dia, quem sabe, talvez, você consiga usar…


Então, essa é a situação de um relacionamento ruim… O cara ou a menina são assim, não servem, podem ser lindos, fofinhos, mas quando nos dispomos a estar com eles, simplesmente não acontece, pois ele nos machucam, nos fazem mal e nos deixam para baixo.


E as vezes acabo ouvindo: Mas eu tenho medo de me arrepender depois.


Mas como assim?


Se tá uma droga, e terminar te faz pensar que você pode se arrepender, então eu sinto muito em dizer, mas você não está se colocando no lugar que deve e merece. Pois a chance de você se arrepender será apenas se você realmente gosta de sofrer.


Como nas relações abusivas, que alguns caras (ou meninas) vão lá e batem no parceiro, mas depois voltam e pedem desculpa e acredita-se que foi só um momento de fúria e eles vão mudar…


Novamente, sinto muito em dizer, mas esta relação está apertada e não vai te dar o que você quer.


A não ser que você e seu parceiro realmente estejam a fim de melhorar e reconhecem que existem coisas que estão além do que vocês conseguem administrar.


Acredito que as pessoas mudam sim (ainda bem, ou era melhor eu desistir da minha profissão), mas para que isso aconteça, é necessário um desejo autêntico e sincero dois dois.


Uma vez me disseram no passado; “Quando um não quer, dois não brigam” e isso serve para melhorar relação também: Quando um não quer ajuda ou mudança, não tem muito o que o outro possa fazer.


De qualquer maneira, caso você seja a pessoa que espera mudanças, faça a sua parte e busque suas mudanças.


Busque se amar, se conhecer, se olhar no espelho e gostar do que está vendo.


Busque ou retome sua essência, as coisas que você gostava de fazer e acabou deixando de lado, volte a se amar…


Depois disso, você poderá olhar para esta relação e pensar o que realmente você deseja dela e se é ela que terá isso para te oferecer.


De repente, você até se autoriza a comprar um sapato novo!

Ou quem sabe, buscar novas pessoas e expressões de amor no mundo!


Não se esqueça: quem autoriza ai é você!

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!