Buscar
  • Marilice Zanato

Você usa seu dinheiro com alegria?

Atualizado: Abr 13


Já tem um tempo que eu venho observando e percebendo o quanto muitas pessoas tem dificuldade para lidar com o dinheiro.


Muitas vezes, queremos comprar alguma coisa, e quando conseguimos, sentimos uma sensação tão boa, tão gostosa, mas depois de algum tempo isso passa e fica o pagamento do que compramos para fazer.


E muitas pessoas acabam reclamando e até xingando, esquecendo que elas queriam aquele bem, mas o equilíbrio desta dinâmica entre adquirir é o pagar pelo que foi comprado.


E isso deve ser feito com muita alegria, com gratidão, pois o dinheiro foi o meio que permitiu essa troca.


Algumas pessoa até acabam colocando o outro, que ofereceu o serviço ou produto em um lugar ruim, mas eles não se dão conta que a intenção que eles colocam neste movimento volta na exata medida para eles.


Se eu compro algo, mas na hora de pagar eu fico com dó ou com um sentimento de que aquele dinheiro vai fazer falta ou ainda que não é honesto o valor que eu estou pagando por aquilo que estou comprando, tenha certeza, você não poderá usufruir plenamente do que está adquirindo.


Toda relação tem que ter um equilíbrio entre o dar e o receber.


Vou usar uma frase de Bert Hellinger:

“O dinheiro tem alma. Se alguém ganhar dinheiro por seu desempenho, o dinheiro o ama. O dinheiro também quer render algo. Ser gasto em algo bom, que leve a vida adiante. Então se ganha mais dele. Através de seu desempenho, o dinheiro entra no circuito de serviço, trabalho e ganho, tudo ao mesmo tempo”.


E mais: “O dinheiro quer ficar com aqueles que o ganharam honestamente, com o suor do seu trabalho. Uma vez que pertence à vida, o dinheiro quer ser gasto e transmitido a serviço da vida. O dinheiro se alegra quando é gasto. Ele retorna ainda mais rico para nós”.


Desta maneira, te convido a olhar para seu dinheiro com amor, com alegria e pagar com satisfação o que ele te permite comprar.


Se for um real ou se for mil reais, não importa a quantia, pague com amor! Pague com alegria, por pode adquirir ou experimentar o que está se propondo a trocar com o dinheiro.


O dinheiro gosta e quer ser gasto com sabedoria e alegria.


Lembre-se: A intenção que eu coloco nele, movimenta-se e se renova para mim e para quem o recebe!

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!