Buscar
  • Marilice Zanato

Constelação Familiar – Dois sobrenomes / A força dos nossos ancestrais

Atualizado: Abr 14


Este texto faz parte de uma série de textos que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual com bonecos é realizada.


Cliente traz questão relacionada a sua dificuldade em conseguir comunicar / expressar / vender suas competências e conhecimentos para que as empresas possam adquirir os serviços oferecidos por ele.


Após um tempo de conversa e perguntas relacionadas ao tema e principalmente ao seu sistema familiar, iniciamos a constelação.


A fala desse cliente dizia mais respeito a valor do que expressão / comunicação.


Peço que ele posicione um boneco para representar ele e outro para representar o valor.


As escolhas e os posicionamentos são racionais.


Explico o que ele fez e peço que se concentre nos bonecos.


Dou um novo tempo para que ele possa se apropriar dos movimentos e posicionamento dos bonecos.


Ele reconhece as forças e mesmo sendo uma pessoa racional, consegue expressar em palavras o que sente.


Sobre o boneco que representa “valor” ele diz sentir fraqueza, desvalorização e até um pouco de arrogância.


(Antes de começarmos a constelação, o cliente havia me contado a história de seus antepassados, e disse que tinha problema com uma das famílias, negando suas origens e não usando um de seus sobrenomes).


O sistema revela que existe algo relacionado a essa história,


Levando se em consideração a história de seus antepassados, peço que coloque o sobrenome A e um outro boneco para o sobrenome B.


Ele pede para usar o boneco que significava valor para representar o sobrenome B. Permito o movimento.


Após algumas interferências minhas, continuamos.


Ele reconhece e reverência a história do sobrenome “B” da família que ele negava e inclusive se recusava a assinar. Reconhecendo que o valor falta, porque ele negava essa força. Ele consegue perceber a força que este sobrenome possui, conseguindo atribuir inclusive um novo valor, o que posso dizer, que ele se apropria de uma nova consciência. Cliente consegue, inclusive se recordar de histórias e perceber a força destes ancestrais.


Peço que reverencie o sobrenome A, que já era aceito o que foi tranquilo de ser feito.


Peço que reverencie os dois sobrenomes.


Momento de forte emoção e significado.


Para encerrar, coloco novamente a força e o valor e ele diz que tudo está bem. Somos iguais.


Outros movimentos foram realizados, mas não irei elucidá-los neste texto.


Encerramos a constelação.


Obs: Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!