Buscar
  • Marilice Zanato

E a Pandemia?

Atualizado: Abr 13


Esse texto é um desabafo, então não vou bancar a fofinha e nem a política. Estou terminando os atendimentos hoje, 09/03/2011 e já são dez e meia da noite.


Fazia um certo tempo que eu não encerrava um dia de trabalho tão cansada. Mas não estou cansada dos atendimentos, estou cansada de ouvir os pacientes me contando sobre a COVID e a falta de responsabilidade de muitas pessoas e o quanto a doença já está batendo em endereços que antes não passava nem pela cabeça de seus moradores.


Já ouvi as frases:


Eu bobeei, admito que a COVID chegou e não desejo isso nem para meus inimigos.


Hoje, a policia apareceu lá no hospital, porque vieram reclamar que tá demorando para atender os pacientes. Mas Mari… o hospital tá lotado e estamos trabalhando para além do limite.


Mari… você não tem nem idéia que os números nem correspondem mais a realidade.


A pessoa tava aqui e no dia seguinte teve que entubar, mas ela tava bem e do nada ficou ruim


E para piorar…


Tenho vizinhos que estão vivendo como se não houvesse pandemia e dando festa todo final de semana. (Para ser sincera, acho que tá rolando uma festa neste exato momento…)


Hoje o grupo do prédio discutia a continuidade da abertura da academia e da piscina, porque as pessoas não podem ser privadas do seu lazer, e quem não quiser descer que não desça, mas não atrapalhe quem quer se exercitar e tomar um sol.


Sabe?… puta que pariu!


O que tá acontecendo com as pessoas?


Porque cada um agora só pensa no seu umbigo e no seu bem estar.


Danem-se as mortes, porque muitos ainda estão vendo pela televisão, então tá longe, não é da minha familia, não posso fazer nada.


Hoje eu também ouvi um: Não to nem ai que tá internado e entubado, eu não conheço mesmo.


Sabe… Puta que pariu de novo!


Nessas horas, eu fico pensando nas pessoas que estão desesperadas tentando dar conta dessa doença que tá levando muita gente.


Do profissionais da área de saúde que muitos acham que estarão lá para cuidar da nossa irresponsabilidade na hora que precisar de um hospital. Porque eu sai mesmo para me divertir e viver a minha vida normal. Eu to pagando meu plano de saúde e ele tem obrigação de me atender… Mas querido: Ele tem sim… mas tu já pensou que a pessoa que vai te atender já passou do limite dela? Ela está sobrecarregada e lidando diariamente com uma história de terror que não tem fim?


E que no final das contas a tua irresponsabilidade e egoísmo estão deixando esse realidade mais assustadora e longe do fim?


Da falta de responsabilidade e humanidade de outros que só reclamam que estão sendo privado do seu direito de passear, viajar, e outras questões que não tenho nem coragem de escrever aqui, porque vou comprar ainda mais briga.


mas como tem gente babaca nesse mundo!


Eu só vejo egoísmo para onde quer que eu olhe e isso já passou da medida do insuportável.


Alguns ainda tem a cara de pau de apontar o dedo para os governantes, e não vou me meter com isso, mas isso começa na base e a reponsabilidade é nossa, do povo, de cada um de nós.


Se meu governante fala para eu me jogar de uma ponte eu vou fazer isso porque ele mandou? Não… eu vou continuar me cuidando e me responsabilizando por cada ato e escolhas são minhas, mas não vou ficar esperando nada cair do céu, eu vou fazer a porra da minha parte.


E na hora que eu for votar, eu não vou me meter em brigas partidárias e no que eu vejo na televisão. Eu vou estudar, vou ver o que foi feito e escolher com responsabilidade e não como se eu estivesse escolhendo um salgadinho no supermercado.


Hoje eu to de saco cheio e me dou o direito de ter meus cinco minutos de fúria, porque limite é algo que foi ultrapassado há tempos.


E por hoje já deu!


Por favor: Fica em casa, se cuida, se protege! Cuida dos seus familiares, cuida de quem é realmente importante para você.


E cuide das pessoas que também estão precisando de ajuda no que diz respeito ao que você tem sobrando na sua casa. Ajudar ao próximo é o que precisamos fazer a partir de agora, pois em breve vamos pagar outra conta ainda mais alta, que é lidar com o futuro que é desconhecido e que irá nos desafiar absurdamente.


Fico por aqui.


Assino apenas Marilice.

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!