Buscar
  • Marilice Zanato

Vamos jogar um jogo?


Depois de anos atendendo pacientes em psicologia, percebo que muitas vezes existe um fantasma que assola muitas pessoas.


Quando temos que seguir em frente, tomar decisões e fazer algo novo ou diferente, muitas pessoas acabam parando diante da seguinte hipótese: E se eu não conseguir?


Também podem surgir variações, como:


“E se acontecer alguma coisa?”


“E se eu não der conta?”


“E se o outro ficar chateado ou magoado comigo”?


São infinitas as possibilidades de “E se…”


Então, um joguinho que eu pratico com meus pacientes é o seguinte:


Se uma situação ruim ou diferente se apresentar diante de você, peço que ele ou ela se faça a seguinte pergunta:


“O que de pior pode acontecer se eu tomar essa decisão”?


Um exemplo… vamos supor que minha mãe me pede para fazer um determinado favor para ela em um horário que eu não estou disponível, e para poder atender a solicitação dela, eu terei de desmarcar um compromisso importante. Mas tem um outro lado meu que não quer decepcionar ela…


Então convido para a pergunta: O que pior pode acontecer se eu falar para a minha mãe que eu não estou disponível no horário que ela solicitou?


Ela vai ficar brava? Ela vai ficar chateada? Ela vai ter problemas…


Ok… essas são respostas possíveis… mas eu ainda quero o pior cenário…


Se eu falar não para ela, ela vai morrer? E a resposta é: Não.


Então com base nisso, eu fico com meu coração e a minha consciências mais leve e tomo a minha decisão baseada no que é melhor para mim e não para os outros.


Essa pode ser uma forma de aprender a falar não e colocar limites.


Ou começar a se respeitar no que diz respeito a se considerar nas suas decisões e escolhas.


Então, me conta o que você achou desse jogo e se acha possível jogar ele de vem em quando?


Grande abraço e até o próximo post!

Categorias

Tags

Observação:

Todo o conteúdo deste blog é de minha autoria.

Ele tem o objetivo de informação e reflexão e não substitui o processo psicoterapêutico.
 

Caso queira publicar algum texto do blog, peço por gentileza mencionar a autoria e me encaminhar um link para que eu também possa acompanhar a publicação.

Receba as novidades
do blog! 

Obrigado pelo envio!